Posts

SER PERFECCIONISTA: É ALGO BOM OU RUIM?

Você se considera uma pessoa perfeccionista? Devo te dizer que ser perfeccionista é…


Ser um grande realizador é muito melhor para sua saúde e bem-estar e ainda lhe traz mais felicidade. Se você tem tendências perfeccionistas, é indispensável encontrar estratégias para superá-las e se tornar um grande realizador não perfeccionista. O perfeccionismo pode roubar-lhe a paz de espírito, o prazer da vida e afetar a sua autoestima.

Embora esse processo possa levar um pouco de tempo para ser colocado em prática, livrar-se do fardo do perfeccionismo pode diminuir muito o nível de estresse que você sente diariamente.

DISTINÇÕES IMPORTANTES ENTRE PERFECCIONISTAS E GRANDES REALIZADORES

Antes de se aprofundar nas estratégias para deixar de lado o perfeccionismo, é importante lembrar o básico do que é e não é o perfeccionismo; isso pode ajudá-lo a se manter motivado para fazer mudanças. O perfeccionismo difere da alta realização de uma maneira importante: onde está o seu foco. Se você está buscando a excelência, pode ficar feliz com suas conquistas e aprender com seus erros.

O perfeccionismo é diferente, porque o foco é severo; os perfeccionistas se punem por qualquer coisa que pareça estar faltando, e isso lhes rouba a satisfação e o orgulho que vêm de todas as coisas que fazem bem. Um dos problemas mais significativos que os perfeccionistas enfrentam é o medo de que, se pararem de buscar a perfeição, podem cair com a qualidade e alta performance e então, se tornarão descuidados ou desleixados e seus objetivos serão atrapalhados. Mas, pera aí! Tenha calma: deixar de lado as atitudes perfeccionistas podem realmente ajudá-lo a se destacar mais naquilo que você realmente sabe fazer.

Agora, já que você percebeu as diferenças entre um perfeccionista e um realizador de alta performance, vou deixar algumas dicas para lhe ajudar nesse processo:

MANTENHA O PERFECCIONISMO SOB CONTROLE

Ser uma pessoa de grandes realizações pode fazer você se sentir bem consigo mesma e ajudá-la a se destacar no trabalho, mas ser um perfeccionista pode criar problemas para você e para aqueles ao seu redor.

Você pode não ser capaz de fazer tudo perfeitamente, todas às vezes, especialmente em um momento de muitas atividades. Uma boa estratégia para evitar a armadilha do perfeccionismo é sempre se esforçar para fazer o seu melhor e reservar um tempo para se parabenizar por seus esforços. Você pode achar que seus resultados são melhores e você ficará muito menos estressado no trabalho.

FAÇA UMA ANÁLISE DE CUSTO-BENEFÍCIO

Dê uma olhada em seus traços perfeccionistas. Você pode pensar que é mais eficaz por causa deles embora, de acordo com pesquisas sobre o assunto, isso provavelmente não é verdade, mas a que custo? O perfeccionismo tem muitas consequências negativas, e você pode estar experimentando várias delas agora. Faça uma lista de todas as maneiras pelas quais o perfeccionismo está prejudicando você, e aqueles ao seu redor, e você ficará mais motivado a abandonar essas tendências.

CONSCIENTIZE-SE DE SUAS HABILIDADES

Você pode não perceber o quão difundido o perfeccionismo pode ser. Ao se tornar mais consciente de seus padrões, você está em melhor posição para alterá-los. Se você puder, é uma ótima ideia registrar seus pensamentos perfeccionistas à medida que eles surgem em sua cabeça.

Se for impraticável para você anotar os pensamentos à medida que eles surgem, é uma ótima ideia revisar seu dia todas as noites e lembrar às vezes em que você sentiu que falhou ou não foi bem o suficiente e anotar o que você pensou, no momento. Isso o ajudará a se tornar mais consciente dos pensamentos perfeccionistas à medida que eles vierem até você no futuro. Você pode até registrar seus sentimentos sobre esses pensamentos, mas não sinta que “fracassou” se não tiver tempo para fazer isso!

FOQUE NO POSITIVO

Se você está lutando com o perfeccionismo, provavelmente aprimorou a habilidade de identificar erros até mesmo nos melhores trabalhos dos outros e de si mesmo. Você pode simplesmente procurá-lo naturalmente e notá-lo acima de todas as outras coisas. Embora esse hábito possa ser difícil de parar, você pode suavizar sua habilidade de perceber o que é ruim fazendo um esforço consciente para notar tudo o que há de bom em seu trabalho e nos resultados dos outros. Se você notar algo que você não gosta em você ou em seu trabalho, por exemplo, procure por outras cinco qualidades que você gosta. Isso equilibrará seu foco crítico e se construirá um novo hábito positivo.

ALTERE O SEU DIALOGO INTERNO

Aqueles que lutam com o perfeccionismo tendem a ter uma voz crítica em sua cabeça dizendo que seu trabalho não é bom o suficiente, eles não estão se esforçando o suficiente e não são bons o suficiente. Se você quer superar o perfeccionismo, precisa trabalhar para mudar essa “vozinha”! A conversa interna negativa pode perpetuar comportamentos não saudáveis ​​e causar estragos em sua auto-estima; alterando sua conversa interna, você pode percorrer um longo caminho para aproveitar mais a vida e obter uma maior apreciação por si mesmo e por seu trabalho.

DÊ PASSOS DE BEBÊ

Os perfeccionistas tendem a estabelecer metas de excelência irracional sem curva de aprendizado. Esses objetivos tendem a ser irreais e causam problemas por serem tão rigidamente exigentes e deixarem pouco espaço para erros. Em vez disso, você pode reduzir muito o estresse alterando seus objetivos. Você não precisa sacrificar o resultado final, mas se definir metas pequenas para si mesmo e se recompensar quando as alcançar tenderá a perdoar mais os erros. Por exemplo, você normalmente pode enfrentar a tarefa de ficar em melhor forma se exercitando cinco vezes por semana. Infelizmente, se você não está acostumado a se exercitar regularmente, pode ficar bastante desmotivado com uma mudança tão rápida e talvez desistir. Mas ao definir o objetivo de se exercitar uma ou duas vezes na primeira semana e adicionar um treino adicional periodicamente até atingir seu objetivo, você provavelmente alcançará seu objetivo e desfrutará de muitos mais “sucessos” no processo.

APROVEITE O PROCESSO

Você pode estar acostumado a se concentrar nos resultados e se martirizar se seus resultados não forem perfeitos. A sugestão anterior (definir pequenos passos) pode ajudá-lo a criar um processo mais agradável a partir de seu esforço. Você também pode aproveitar o processo de atingir uma meta envolvendo-se com um grupo que também está tentando alcançar a mesma meta que você busca ou registrando como se sente e o que aprende ao atingir sua meta. Se você achar que não alcançou a perfeição, pode refletir e ver tudo o que ganhou apenas trabalhando em direção a um objetivo digno, avaliando e apreciando os ganhos que obteve no processo.

E para finalizar desenvolva o aprendizado de LIDAR COM AS CRÍTICAS

Se você tende a encarar a crítica como um ataque, reagindo defensivamente, uma mudança de atitude pode ajudar. A crítica construtiva pode fornecer pistas importantes sobre como melhorar seu desempenho, transformando seus desempenhos menos que perfeitos em degraus úteis que levam à excelência. Se a crítica que você está recebendo for direta ou dura, não há problema em lembrar aos outros, e a você mesmo, que os erros são uma ótima maneira de aprender.

 

Dra. Josie Oliveira