Posts

Entenda como ter uma relação amorosa tranquila

Um dos pilares mais importantes da nossa vida é o pilar do relacionamento, ele tem grande destaque, pois envolve as relações com seus amigos, familiares e cônjuge (amoroso), pessoas que estão diretamente ligadas com você e fazem parte da construção da sua personalidade. Mas hoje, iremos focar apenas no relacionamento amoroso.

Para iniciar um namoro/casamento duradouro é necessário antes de tudo o amor. Mas o que é o amor? O amor é singular para cada indivíduo. Amor é uma dádiva enviada por Deus para podermos nos relacionar com o próximo e não fiquemos sozinhos. Quando estudamos a fundo o que sentimos no amor, pode-se perceber que ele é algo positivo na nossa a vida e que dá mais sentido a ela. O amor precisa ser demonstrado para ser sentido.

 

 

 

 

 

 

 

 

Quando entendi que demonstrações como levar o café da manhã na cama, ajudar em meio a um problema, abraçar nos momentos difíceis, entre outras situações, eram o amor, eu pude identificar o quanto tenho sido privilegiada com o amor recebido em minha vida por Deus, família, marido, amigos e clientes.

Mas é sempre bom lembrar que não devemos fazer as coisas pensando em receber algo em troca, portanto, é importante observar o tratamento que você dá e recebe. Para te ajudar a entender como está seu relacionamento, alguns pontos podem ser observados, como: essa pessoa tem investido na relação, ela tem sido companheira? Boa ouvinte? Atenciosa? Tem se importado com suas necessidades?

Muitos são os pontos que merecem a atenção em um relacionamento.

Para que o seu relacionamento funcione de forma equilibrada e saudável é importante também que ambos tenham inteligência emocional. Ela pode te ajudar a se comunicar, se posicionar diante das suas escolhas, não se afetar por qualquer ação, e tudo isso te faz ter um relacionamento melhor.

Os comportamentos que devem ser eliminados do nosso repertório para melhorar o relacionamento são:

  1. Ficar estressado facilmente.
  2. Ter dificuldade em fazer afirmações para si mesmo
  3. Ter um vocabulário emocional limitado.
  4. Fazer suposições rapidamente e defender fervorosamente.
  5. Guardar ressentimentos.
  6. Não desapegar dos erros.
  7. Sentir-se frequentemente incompreendido.
  8. Não saber identifica seus gatilhos emocionais.

Gostou do artigo? Comente e envie para alguém que você ama, como um ação de amor.

Eu desejo que você tenha uma relação incrível e tranquila.

Dra. Josie Oliveira é psicóloga clínica, terapeuta, palestrante, escritora e professora universitária nos Estados Unidos. 

Atua como conselheira cristã licenciada, terapia CBT  e Terapia EDMR, life coaching e com treinamentos comportamentais.

Contato: info@josieoliveira.com