Posts

A IMPORTÂNCIA EM AVALIAR O PROCESSO

É essencial fazermos avaliações para sabermos como está indo o nosso desempenho e como está a nossa produtividade. Essas avaliações podem ser feitas de várias formas: Avaliações diárias, semanais, mensais e etc…

Fazendo uma avaliação, você terá clareza de como está seu andamento em direção à suas metas e objetivos, e ainda poderá identificar se o seu tempo está sendo utilizado de forma assertiva.

Encontramos muitas pessoas que selecionam alguns objetivos para fazer durante o ano, como por exemplo: ler alguns livros, fazer exercícios físicos, ganhar mais dinheiro, fazer cursos e etc, porém, quando termina o ano costumam dizer: “Nossa, esse ano passou tão rápido que nem me dei conta das coisas que precisava fazer”. Será que você faz parte desse grupo de pessoas?

Estamos no final do ano, como ficou a sua lista de metas desse ano? O quanto você realizou até aqui? Como você tem avaliado o seu desempenho nesse ano? Quantos objetivos você alcançou?

Lembre-se, se você não assumir a responsabilidade da sua vida e parar com as desculpas que tem usado, nada irá mudar. A procrastinação continuará tomando conta de você e será bem provável que você iniciará o ano de 2020 com os mesmos hábitos do ano anterior.  Que emoções estarão envolvendo a sua vida? Provavelmente uma grande insatisfação que o deixará frustrado pelos resultados obtidos e provavelmente suas emoções arruinarão alguns relacionamentos. Em 2010 eu ouvi uma frase do Paulo Vieira que teve um grande impacto na minha vida.

“Todo mundo tem a vida que merece”

Quando eu ouvi essa frase pela primeira vez, foi difícil aceitá-la. Após ouvir a frase, eu me questionei por vários dias com a seguinte pergunta: Como assim, eu tenho a vida que mereço? Naquele momento, eu fiz uma lista das coisas que estavam na minha cabeça e que não parecia ser minha responsabilidade, mas conforme foram passando os dias, eu me conscientizei que sim, eu era a única responsável pelas decisões que tinha tomado na minha vida e que somente eu poderia mudar a situação na qual eu estava vivendo, foi então onde  tudo começou a fazer sentindo e eu decidi mudar essa história e caminhar em direção a vida que eu desejava viver.

Eu te convido a fazer o mesmo, pare e reflita em como estão as suas escolhas nesse final de ano. Qual a vida que você tem desenhado para você? Como estão os seus hábitos diários? Você está no grupo de pessoas que procrastinam ou que realizam? Como você tem comunicado amor? Seus relacionamentos estão como você gostaria que estivessem?

Comece agora a agir em direção à vida do seus sonhos. E se você não sabe como fazer, procure ajuda, mas não continue na inércia, mostre que você se ama e deseja ter uma vida feliz. Dica: Quebre os círculos viciosos que o estão envolvendo e se relacione com as pessoas que realizam.

Você já deve ter ouvido falar que somos a média das 5 pessoas que convivemos no dia a dia, então, pense nas pessoas que você tem se relacionado e verifique se o estão ajudando a crescer ou estão minando a sua energia e o impedindo de realizar seus objetivos desajados.

Hoje, quando paro para refletir sobre os meus resultados, fico muito feliz, pois são inúmeras as realizações que obtenho todos os anos. E não pense que o processo foi facíl, porque não foi, quantas vezes desejei parar no caminho e quantas dores tive que suportar para chegar onde estou hoje. Houve momentos que a dor era tão intensa que demorei a levantar, mas segui em frente, mesmo me arrastando. O melhor de tudo é que ganhei resiliência durante todo o percurso. E a recompensa que recebi no final de cada conquista, valeu todo o esforço. E quando eu lembro dos desafios que superei, fico orgulhosa de ter passado por eles, pois descobri que sou mais forte do que eu pensava, e se não fossem as lembranças dos momentos de superação que vivi, provavelmente eu já teria parado.

Você percebe que é possível sair da inércia? Se outros podem realizar, é sinal que você também pode. Gere o hábito de fazer essa avaliação e você irá perceber o quanto isso poderá mudar a direção da sua vida. Gerar o hábito de uma vida produtiva em vez de ficar frustrado, lamentando o tempo perdido, e assim, você poderá tomar novas ações para conquistar muito mais.

E então, o que você decide fazer agora?

Precisando da minha ajuda, é so entrar em contato.

Feliz Natal e um ano novo de muitas realizações

Josie Oliveira, Ph.D

 

O PODER DA AUTODESCOBERTA

A quase duas décadas, eu iniciei uma viagem que parecia não ter fim. Nessa viagem, vivi experiências incríveis, tanto no âmbito pessoal como no profissional, e hoje posso entender que se não tivesse embarcado nessa viagem, eu não seria a pessoa que me tornei.

Nessa viagem pisei em lugares com solo firme, algumas vezes caminhei em lugares com buracos, lama, barro, pedras e até areia movediça. Para você que não conhece o que areia movediça, é um fenômeno natural no qual a areia, por estar embebida em água, não oferece resistência, e quando se pisa nela, a possibilidade de se afogar é grande. Pois é! Como você pode observar, passei por lugares perigosos nesse percurso, contudo, também passei por lugares lindos, pisei em grama macia e até em pastos verdejantes e solo firme.

A jornada não foi nada fácil, porém, foi possível superar os desafios encontrados no caminho e finalmente chegar no local de repouso.

Em muitos momentos dessa jornada eu pensei em desistir e voltar para o local inicial, pois eu não acreditava que iria suportar a pressão da viagem, porém, eu não desisti e confesso que parei muitas vezes e tiveram momentos que até adormeci. Nesses momentos, deixei o medo entrar e com ele vieram a tristeza, a raiva, angústia e sentimentos de vingança. Cheguei até a me desesperar em alguns momentos, contudo, eu sempre tive a mão de Deus comigo e nos momentos mas difíceis, Ele me enviou um anjo que me ajudou a enxergar outro caminho que eu ainda não tinha visto para poder proseguir na viagem.

Muitas vezes, as pessoas que encontramos no caminho, nem sempre irão nos ajudar da forma que queremos, porém, de uma forma ou de outra, toda elas são usadas como instrumento para nos lapidar, porque nascemos como uma pedra crua que precisa ser lapidada para deixar seu brilho sair, e conforme vamos vivendo nossas experiências, vamos deixando esse brilho sair de dentro de nós. Com isso, ganhamos muitas coisas, uma delas é o amadurecemos através dessas pessoas e experiências vividas com elas.  O engraçado é que na maioria das vezes iremos arquivar lembranças marcante que muitas vezes podem não serem boas para nossa saúde emocional, e se não forem tratadas, poderão fazer um dano terrível na nossa caminhada.

Essa viagem foi o a autodescoberta, nela eu pude ter um encontro interno  profundo e descobri que eu era a única pessoa que poderia mudar essas marcas e dores vividas na minha vida. Descobri o quanto era possível viver minha superação e iniciar de onde eu havia parado e com isso, ganhei muitos presentes, entre eles, a autoconfiança. Gerei uma autoimagem positiva incrível e me deparei com minha força interior, podendo usufluir das minhas melhores habilidades e entendi  o que eu ainda não havia entendido até o momento. Finalmente, aprendi a ser resiliente e comecei a alçar voos altos, e uma frase que me marcou muito foi que “o ceú é o limite” para uma vida abundante.

Agora, acesse a nossa Revista Digital onde  compartilho com você 5 dicas que descobri durante essa viagem.

https://revistadhemfoco.com/

 

O Poder da Autodescoberta